BALNEáRIO CAMBORIú (47) 9 9129-4499
Ligamos para Você
Imóveis BC
Telefones para Contato

Busca de Imóveis

Selecione os critérios de busca nos campos abaixo e encontre seu imóvel dos sonhos

» Como aumentar a vida útil dos eletrodomésticos e economizar

Como aumentar a vida útil dos eletrodomésticos e economizar
Publicado em 23/Set/2020
Sem Categoria

Você sabe como aumentar a vida útil dos eletrodomésticos e economizar mais dinheiro? Se não, então é hora de aprender. Afinal, é fato que a situação econômica não é das melhores para ninguém e é necessário aprender como reduzir os gastos, especialmente aqueles que são facilmente evitáveis.

Uma boa manutenção preventiva em eletrodomésticos ajuda a fazer com que eles trabalhem por mais tempo e você não tenha de perder dinheiro nem com conserto técnico e nem comprando outro. Além disso, vale lembrar que manter os aparelhos funcionando por mais tempo contribui para o meio ambiente também. Basta ver os dados: o mundo descarta anualmente mais de 53 toneladas de lixo eletrônico, sendo que praticamente tudo poderia ser reciclado.

Quer saber mais sobre o assunto e aprender como aumentar a vida útil dos eletrodomésticos e economizar? Então siga a leitura abaixo!

Como aumentar a vida útil dos eletrodomésticos e economizar: 4 dicas

1. Procure uma assistência técnica especializada na marca

Uma dica importante para conservar bem os seus eletrodomésticos é procurar por assistências técnicas especializadas na marca dos seus produtos. Isso porque as assistências técnicas especializadas arrumam os problemas que as generalistas não sabem consertar, pois lidam com os detalhes de cada marca.

Por exemplo, um conserto de geladeira Brastemp tem contextos que um conserto Electrolux talvez não tenha. Por isso, é essencial buscar informações sobre as assistências técnicas próximas da sua casa e que sejam da marca dos seus eletrodomésticos.

Portanto, se você tem geladeira Brastemp, fogão Electrolux ou microondas Philco, então precisa encontrar qual assistência técnica tem convênio com as marcas e pode oferecer a ajuda específica para os seus problemas.

A grande vantagem disso é que uma assistência que não seja especializada acaba por não conhecer alguns detalhes de cada marca. Às vezes, um conserto é mal-feito e traz mais problemas no longo prazo. Por isso é importante contar com quem realmente entende da sua marca.

2. Siga as instruções de uso e conservação do manual

Todo eletrodoméstico vem com um manual com instruções de uso e várias informações extremamente úteis para o dono do aparelho. Entretanto, a grande maioria dos brasileiros simplesmente ignora o documento, chegando até a jogá-lo no lixo junto com a caixa do produto.

Essa ação é um problema muito sério porque existem dezenas de instruções de conservação do aparelho naquele documento. Se você ler o manual, você aprenderá muito sobre o que pode ou não pode ser feito, sobre o que dá ou não dá resultado e pode aumentar ou diminuir a vida útil do eletrodoméstico.

Além disso, ler o manual de instruções é vital para saber que tipo de ação pode ou não ser realizada por causa da garantia. Quando o defeito é por mau uso, normalmente as empresas cobram o conserto já que não seguir as instruções do manual configura como uso impróprio do produto.

3. Faça uma limpeza regular nos eletrodomésticos

Muitos dos problemas com os eletrodomésticos acontece por causa de uma falta de limpeza do produto, especialmente na cozinha. Pense, por exemplo, no seu microondas. Ele fica ali parado na cozinha, mas acaba recebendo gordura e vapor que saem do fogão. Esse material fica no revestimento do microondas, o que pode causar danos no longo prazo.

Isso sem falar no risco da umidade ou da gordura entrar na parte eletrônica dos aparelhos e danificar ali, o que pode ser ainda mais problemático.

Por isso, é importante fazer uma boa limpeza dos eletrodomésticos para garantir que eles estarão em boas condições por mais tempo e não sofrerão com danos que são facilmente evitáveis.

4. Cuidado com o contexto de cada eletrodoméstico

Um ponto essencial é que nem todo eletrodoméstico apresenta o mesmo funcionamento ou tem os mesmos cuidados. Afinal, todos trabalham com contextos que são essencialmente diferentes.

Por exemplo, uma geladeira trabalha muito com temperatura. Ela tem várias partes com temperaturas diferentes (o freezer, o interior, as gavetas especiais) e, portanto, tem um contexto térmico muito específico. Colocar uma panela quente na geladeira faz com que seu motor seja forçado e, portanto, diminua sua vida útil.

Já colocar uma panela quente dentro de um microondas não gera problema algum. Entretanto, o alumínio não pode ir dentro do microondas, mas pode ir dentro da geladeira sem nenhum problema.

Isso que estamos falando apenas de eletrodomésticos da cozinha, existem outros para os outros cômodos, como a televisão, os computadores, video-games, aspiradores de pó e mais.

Portanto, é essencial conhecer os detalhes de cada eletrodoméstico para poder organizar adequadamente a sua rotina de cuidados. Assim, é possível garantir que cada um terá sua vida útil conservada pois receberá os tratamentos que são desejáveis para seu contexto.

E aí, aprendeu como aumentar a vida útil dos eletrodomésticos e economizar em assistência técnica ou compra de novos aparelhos? Então conte pra gente nos comentários abaixo quais os aparelhos mais úteis na sua casa!