BALNEáRIO CAMBORIú (47) 9 9129-4499
Ligamos para Você
Imóveis BC
Telefones para Contato

Busca de Imóveis

Selecione os critérios de busca nos campos abaixo e encontre seu imóvel dos sonhos

» Como Produzir uma Maquete Eletrônica de Imóveis?

Como Produzir uma Maquete Eletrônica de Imóveis?
Publicado em 15/Out/2020
Sem Categoria

Produzir uma maquete eletrônica é uma ferramenta cada vez mais preciosa para um grande número de empresas dos mais diversos segmentos.

É o caso, por exemplo, das empresas que atuam no mercado imobiliário, sejam as construtoras ou as imobiliárias, que podem criar projetos de imóveis completos por meio desse tipo de tecnologia.

Quem não é da área de maquetes eletrônicas possui muitas dúvidas a respeito de como é possível produzir esse tipo de arte criada por programas de computação.

Pensando nisso, esse artigo tem o objetivo de mostrar como é feita a produção de uma maquete eletrônica, revelando o que há por trás do uso dessa tecnologia que é importantíssima nos dias atuais.

Acompanhe o texto até o final para ficar por dentro de tudo sobre o assunto!

 

Escolhendo o software

O primeiro passo para produzir uma maquete eletrônica é a escolha do software que será usado para criação do modelo 3D.

No mercado há diversas opções, entre aquelas que são grátis e pagas, dentre as quais as mais comuns são a SketchUp e a Archaid, por exemplo.

Além dessa ferramenta, outras que também são importantes para a produção de uma maquete eletrônica são os programas para fazer a animação e a renderização e também as usadas para finalização, como o Photoshop.

Cada uma dessas ferramentas irá proporcionar um nível de detalhamento da imagem e uma expectativa quanto ao resultado que irá ocasionar, portanto, é preciso uma boa pesquisa antes da escolha final.

Alguns dos requisitos principais que você deve levar em consideração antes de tomar a decisão final são:

 

·      O preço do programa ou software

·      A variedade de recursos que são oferecidos pela ferramenta

·      A praticidade para utilizar os recursos e a ferramenta em geral

·      O resultado final proporcionado pelo software

 

Etapa de modelagem

O segundo passo na criação de uma maquete eletrônica é a etapa de modelagem, que é a primeira etapa real de criação e desenvolvimento do modelo em 3D.

A modelagem deve seguir as medidas do projeto técnico que foi criado ou então deve ser feita a partir do carregamento da planta baixa do projeto técnico para o software.

A partir daí, a modelação ocorrerá com base em uma dessas duas opções, para que possa ser feita da forma mais fiel ao projeto original.

Para isso, é necessária a escolha tanto dos materiais quanto dos elementos adicionais que serão utilizados para a criação do projeto em 3D dentro do programa.

Quanto melhor for o software e os materiais escolhidos para criar o projeto tridimensional, mais fiel será o resultado alcançado no final do processo de criação. 

 

Etapa de renderização

A segunda etapa do processo real de criação da maquete eletrônica é a renderização, em que serão adicionados elementos para a imagem que está sendo criada.

É sempre importante que você não use elementos demais na maquete, sob o risco de vir a levar muito tempo e ter muito trabalho desnecessário.

Escolher uma boa ferramenta para a renderização do seu projeto também fará a diferença no resultado final dele.

Isso porque há algumas ferramentas que focam mais em oferecer melhores recursos para quem está criando, enquanto há outras que focam na velocidade do funcionamento do programa.

 

Etapa de pós-produção

A última etapa na criação de uma maquete eletrônica é a pós-produção ou finalização, que é imprescindível para que o resultado final do projeto seja o mais real e atraente possível para o cliente.

Essa é uma etapa em que também é importante ficar atento à escolha da ferramenta de edição que será utilizada, como é o caso do Photoshop.

A ideia é melhorar a qualidade final da maquete, deixando-a mais realista e fidedigna possível, sendo possível, para isso, adicionar elementos como sombra e cores, além de eliminar aqueles que estão em excesso.

 

Vantagens de produzir maquete eletrônica para o mercado imobiliário?

Agora que foi mostrado o passo a passo para a produção de uma maquete eletrônica, é hora de compreender as vantagens da criação desse tipo de projeto para o mercado imobiliário.

Entre elas, podem ser citadas:

 

·      Facilidade para realizar alterações no projeto, de acordo com o desejo do cliente

·      Facilidade para a correção de erros que tenham ocorrido no projeto criado

·      Grande variedade para a apresentação do modelo da maquete eletrônica

·      Fidelidade da maquete eletrônica com o projeto de construção

·      Atratividade pela possibilidade de imersão e interação do cliente com o projeto

·      Redução de custos na criação da maquete

·      Aumento do número de vendas pelo encantamento do cliente.

 

Conclusão

Como você viu, produzir uma maquete eletrônica exige um bom software que tenha os melhores recursos para a criação de uma imagem 3D o mais fiel possível ao projeto de um imóvel.

Neste texto, mostramos como é feito o passo a passo para a criação desse tipo de maquete, assim como as vantagens que ela tem para o mercado imobiliário.

Gostou do artigo de hoje sobre como produzir uma maquete eletrônica?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.